Unifebe Vargas

Bruscão joga bem, vence Figueira fora de casa e estreia com o pé direito no Estadual

Próximo confronto ocorre na quinta-feira, contra o Criciúma, às 19h30min;

Fotos: divulgação -

Fotos: divulgação –

Florianópolis – Em uma grande noite, o Brusque Futebol Clube surpreendeu o Figueirense em pleno estádio Orlando Scarpelli, estreando com vitória fora de casa no Campeonato Catarinense 2017. A vitória veio após o time sair perdendo com gol de Anderson Aquino, aos 48 minutos do primeiro tempo. Michel Douglas, aos 26, e Assis, aos 37 da etapa final, após cobrança de pênalti, garantiram o triunfo do Brusque.

Desde 2007 o Bruscão não vencia o Figueira na capital. O time volta a jogar agora na quinta-feira, quando enfrenta o Criciúma, às 19h30min, no estádio Augusto Bauer.

O jogo

Brusque e Figueirense começaram o jogo se estudando, mas era o Brusque que chegava com mais perigo ao ataque, apesar de serem raras as chances com perigo.

Nas duas principais, no entanto, Belusso por pouco não abriu o placar após lançamento de Carlos Alberto. Depois foi a vez de Assis, de cabeça. obrigar o arqueiro alvinegro a fazer grande defesa e salvar com a ponta dos dedos.

Na única chance que teve, foi o Figueirense que abriu o placar, já aos 48 minutos do primeiro tempo. O time, que insistia nas bolas altas, abriu o placar após Mineiro não conseguir cortar cruzamento. Anderson Aquino dominou na entrada da área e chutou fraco, mas a bola foi no cantinho e Rodolpho não conseguiu alcançar: 1 a 0 Figueirense.

Etapa final

No segundo tempo, sem alterações, o Brusque passou a propor mais a partida, mas foi Rodolpho que trabalhou primeiro e fez uma defesaça após cabeçada a queima-roupa.

O jogo mudou pouco depois dos 20 minutos, quando Mauro Ovelha resolveu mexer na equipe. A entrada de Leilson no lugar de Boquita fez com que o time se lançasse ao ataque.

O empate veio aos 26, após linda jogada de Jonatas Belusso. O jogador passou pela marcação, e deixou Michel Douglas na cara do gol. O jogador só deu um tapa na bola, e deixou tudo igual.

A virada veio aos 37. Carlos Alberto cruzou, a bola tocou na mão do zagueiro do Figueirense e o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira na titubeou. Pênalti convertido com direito a cavadinha por Assis que garantiu a vitória do Bruscão.

 

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.