Unifebe Vargas TEVAH

Bruscão deixa vitória escapar, mas arranca empate contra a poderosa Chape

Brusque chegou a abrir três pontos de vantagem do time do oeste;

Fotos: Sidney Silva -

Fotos: Sidney Silva –

Chapecó – O Brusque FC ficou muito perto de conseguir uma grande vitória sobre a líder e ainda invicta Chapecoense na Arena Condá. Em um dos melhores jogos até o momento da competição, os times empataram em 3 a 3 no Oeste do Estado. O resultado mantém o Brusque FC à frente dos concorrentes na luta pela vaga à Série D. A equipe comandada por Mauro Ovelha tem 19 pontos, contra 16 de Inter de Lages e 15 do Metropolitano, que joga neste domingo (27) contra o Guarani de Palhoça.

O jogo

Mesmo jogando com três desfalques e na casa do grande favorito ao título da competição, o Brusque fez um ótimo primeiro tempo e dominou o melhor time do campeonato. Depois de uma tentativa de pressão do adversário no começo do jogo, o Bruscão equilibrou as ações e, no contragolpe, abriu boa vantagem ainda na etapa inicial.

Aos 30 minutos, Carlos Alberto tentou duas vezes antes de abrir o placar. Na primeira tentativa, Danilo salvou, depois o jogador tocou com categoria para o fundo das redes. Quatro minuto depois, em outra jogada em velocidade, depois de finalização a bola sobrou para Eliomar estufar as redes: 2 a 0 Brusque. O time brusquense jogava solto, mandava na partida, e ainda no fim do primeiro tempo, Assis, em bonita jogada no contra-ataque marcou o terceiro aos 43 minutos: 3 a 0 Brusque.

Etapa final

No segundo tempo, como era de se esperar, a Chapecoense veio para cima desde o início. Aos 5 minutos, Maranhão foi derrubado dentro da área. Na cobrança do pênalti, Bruno Rangel cobrou bem e diminuiu.

Empurrado pela torcida, o time da casa cresceu, o Brusque tentava se defender como podia, mas aos 15 minutos Maranhão acertou um lindo voleio e diminuiu o marcador: 3 a 2. A partir disso, a pressão da Chapecoense cresceu ainda mais. Mauro Ovelha fez mudanças tentando dar gás novo à equipe com as entradas de Aélson no lugar de Adãozinho e Giancarlo no de Paulinho. O time tentou prender a bola na frente, mas não conseguiu segurar o placar.

A Chapecoense aproveitou o momento em que o Bruscão estava com um jogador a menos, após Alemão pedir desesperadamente para entrar depois de ser atendido fora do campo. E justamente do lado em que o lateral deveria estar surgiu cruzamento para que Silvinho, de cabeça, anotasse o gol que decretou o empate aos 36 minutos da etapa final. Fim de jogo na Arena Condá: Chapecoense 3×3 Brusque.

por Sidney Silva

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.