Unifebe Vargas

Doze escolas estaduais da ADR Brusque ultrapassam meta do IDEB nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, na última semana, os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Na área de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional de Brusque, das 25 unidades escolares pertencentes à rede pública estadual, que oferecem anos iniciais do Ensino Fundamental, 12 ultrapassaram a meta projetada.

Somente três escolas não conseguiram atingir as metas e duas ficaram no resultado projetado. Seis estabelecimentos de ensino não realizaram a avaliação devido à política de municipalização relativa aos anos iniciais. Houve uma melhora no resultado da avaliação em relação a 2013.

Já no ensino fundamental anos finais as metas para o ano de 2015, na maioria das unidades escolares, não foram atingidas. Porém, houve progresso em relação ao ano de 2013. A gerente de Educação da ADR Brusque, Sônia Pereira Maffezzolli, se diz satisfeita com o desempenho das escolas que atingiram e superaram a meta dos Anos Iniciais. “Mas temos que trabalhar sempre com o objetivo de melhorar e superar todos os índices, seja nos Anos Iniciais e nos Finais”, disse a gerente.

Nos anos iniciais, Santa Catarina continua com resultados significativos, semelhantes aos países desenvolvidos, e está nas primeiras posições em relação ao outros estados brasileiros, atingindo o indicador de 5,9. Para o secretário executivo da ADR Brusque, Ewaldo Ristow Filho, os bons resultados dos anos iniciais na Regional são fruto de um esforço conjunto entre a equipe da gerência de Educação, diretores, professores e estudantes. “Gostaríamos de comemorar todos os índices alcançados, seja no Ensino Fundamental ou no Médio. Mas sabemos que é preciso dar continuidade a este trabalho, buscando melhorar cada vez mais para que os resultados apareçam num todo”, ressaltou o secretário.

O que é o IDEB?

O Índice de Educação Básica (IDEB) foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir em um só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações em larga escala do INEP a possibilidade de resultados sintéticos, facilmente assimiláveis, e que permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas.

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.