Unifebe Brusque Vargas Têxtil

APAE de Guabiruba completa 30 anos no dia 2 de março

A data será marcada por homenagens e resgate da história a partir das 19h na sede da entidade, localizada na rua Paulo Kormann, Centro;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Guabiruba – A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Guabiruba – APAE completa na próxima quinta-feira, 2 de março, 30 anos de fundação com 91 alunos, 34 profissionais e 2.608,03 m² de estrutura distribuída em cinco blocos. A data será marcada por homenagens e resgate da história a partir das 19h na sede da entidade, localizada na rua Paulo Kormann, Centro.

Fundada em 2 de março de 1987, a Associação criou sua Escola Especial em 1991 nas dependências da Escola Municipal Professor Arthur Wippel, tornando-se a primeira escola especial a ser integrada no ensino regular em Santa Catarina.

-Lembro quando vieram conversar comigo sobre o que eu achava. Eu achei muito bom, aceitei, pois ele poderia passar um período na escola. Naquela época ele era muito agitado, não parava, não escutava ninguém. Depois que entrou para a APAE mudou da noite para o dia – conta Marli Schmaia, mãe de Maicon Comper, hoje com 34 anos, e um dos primeiros alunos da APAE.

Além dele, outros dois frequentavam a escola: André Luiz Truppel, Eduardo Francisco Rieg. Um faleceu logo depois e o outro frequentou o local por um ano. Já Maicon, com deficiência visual e mental, continua até hoje na Associação.

– A APAE é a segunda casa para o meu filho e as professoras as segundas mães – diz Marli, destacando o quanto o filho gosta da entidade.

O colega de Maicon, Ciro Marciel dos Santos, 27 anos, também diz que gosta da escola.

– Eu aprendi muito. Não sabia ler, escrever. Agora eu sei ler e escrever. Nós fizemos tapetes. Antes eu não sabia fazer, agora todos nós sabemos – fala ele, que mora no bairro Aymoré.

Para a presidente da APAE, Ana Helena Fischer Correa, o carinho dos alunos e familiares pela entidade é resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido pelas pessoas da comunidade ao longo desses 30 anos.

-Não lembramos um não recebido. Vendemos rifas, oferecemos cafés e temos recebido generosidade de toda Guabiruba. A história da APAE é também a história de doação de muitas pessoas – afirma.

Sede própria

Um dos marcos na história da Associação foi a criação da sede própria, inaugurada no dia 15 de junho de 2006. A estrutura tem hoje cinco blocos com auditório, secretaria, salas de aula, banheiros adaptados e piscina de hidroterapia, hidroginástica e natação. Há ainda um bosque encantado, academia e parque infantil, além da construção de um Ginásio de Esportes.

– Neste momento de festa para APAE, só temos a agradecer a todos aqueles que auxiliaram a APAE durante esses 30 anos. Somos uma associação civil, beneficente com atuação na área de assistência social, educação, saúde, prevenção, trabalho, profissionalização defesa e garantia de direitos. Um movimento que procura integrar a comunidade em geral e outras Instituições para garantir a eficácia dos direitos sociais, assegurados pela constituição – destaca a presidente.

A entidade consta com atendimento multidisciplinar da área da pedagogia, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia e em parceria com Prefeitura de Guabiruba oferece atendimento odontológico especializado e nutricional.

Conheça mais sobre a história da APAE

Em 1985 Guabiruba tinha três pessoas com necessidades especiais que frequentavam a APAE de Brusque e, diante da necessidade de uma escola para atender essas pessoas, um grupo de mães, juntamente com o serviço de Assistência Social Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, se reuniram no dia 29 de agosto de 1985, com a integradora da 16ª Unidade de Coordenação Regional de Educação – UCRE, Maria de Lourdes Schulemburg, com o objetivo de fundar uma Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – “APAE”, no município de Guabiruba.

Inicialmente fora elaborado o Estatuto da Associação e providenciado a documentação necessária para a publicação no Diário Oficial. Formara-se, então, uma diretoria provisória com os seguintes cargos e membros: presidente – Bernadete Maria Boos Kormann Vice-Presidente – Marlene Schweigert, 1ª Tesoureira – Almerinda Régis Schweigert, 2ª Tesoureira – Maria Gorete Debatin e membros: Elfrida S Schwambach, Maria Neves Schweigert, Vânia Debatin e Luiz Baron.

Passados quase dois anos do primeiro encontro, em 02 de março de 1987, foi fundada a APAE de Guabiruba, com a filosofia de formar cidadãos conscientes de seus atos e deveres, capazes de assumir sua independência, enquanto ser que se constitui através de suas relações sociais.

No dia 21 de abril de 1989, na Câmara Municipal, realizou-se uma reunião com os pais de crianças excepcionais, membros da Diretoria da APAE, Assistência Social, ACARESC, integradora Maria de Lourdes Schulemburg, responsável pela supervisão regional de Educação Especial Salete Maria da Silva, e lideranças das comunidades, para deliberarem sobre os seguintes assuntos: situação dos excepcionais no município; procedimentos para continuidade dos trabalhos e criação da Escola da APAE no município.

Após diversas reuniões de diretoria e integradora, em 02 de maio de 1991, iniciou-se o trabalho pedagógico na APAE de Guabiruba, decidindo-se pelo funcionamento da Escola Especial, nas dependências da Escola Municipal Professor Arthur Wippel.

A sede própria foi inaugurada em 2006. A construção teve início com o prédio do auditório, seguido o segundo bloco pelo prédio das salas e secretaria, o terceiro bloco, banheiros e salas de aula e o quarto bloco a piscina de hidroterapia, hidroginastica e natação. Atualmente, encontra-se em construção o quinto bloco que será o ginásio de esportes. Agregado ao terreno da instituição foi idealizado o bosque encantado, academia para especiais e o parque infantil.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.