Unifebe Vargas PREFEITURA

Acadêmicos de Direito estudam Criminologia no Museu da Polícia Civil de São Paulo

Estudantes também realizaram visita cultural.

academicos 2

Foto: divulgação Unifebe –

Fatos que marcaram a história policial, armas e objetos utilizados em crimes famosos, procedimentos de investigação e uma verdadeira aula de história e de criminologia. Na sexta-feira, 27, aproximadamente 30 acadêmicos da 3ª, 6ª, 7ª e 9ª fase do curso de Direito do Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE deixaram a sala de aula e participaram de uma viagem técnica a São Paulo no Museu da Polícia Civil.

Mais conhecido como Museu do Crime, o espaço está sediado na Academia de Polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra, dentro da Cidade Universitária, no Butatã. Nos corredores do local, olhos atentos às informações históricas dos mais de 170 anos da polícia paulista e câmeras a postos para registrar todos os momentos.

Museu do Crime

No auditório Prof. Dr. José César Pestana, os estudantes assistiram a uma palestra com a professora de Criminologia da Academia de Policia, Juliana Zanzoti. “Somente o direito penal não consegue conter a onda de violência. Por isso é tão importante estudar criminologia. Se eu não conhecer o criminoso, como será possível socializar ele?”, questiona.

Depois, acompanhados pelo guia Cairã Fernandez Fagerstron Fabiano, foi hora de conhecer o Museu que reúne cerca de três mil itens, entre eles: objetos, fotografias, instrumentos, armas e outros.

Segundo a professora de Criminologia da UNIFEBE, Isolde Inês Lemfers, o objetivo da atividade é auxiliar a compreensão da disciplina. “Desta forma eles conseguiram observar vários exemplos de crimes. Depois, vamos estudar em sala de aula cada caso e explicar como é feita a ligação com a criminologia”, conta.

Para a estudante da 7ª fase, Jania Matias da Silva, a parte mais interessante foi sobre Medicina Legal. “Achei muito interessante, especialmente a parte de esquartejamento. O guia conseguiu explicar de forma bem detalhada a situação. Estudamos muito a parte textual, e aqui conseguimos ter uma análise da realidade, de forma palpável”, diz.

Visita Cultural

Além da parte técnica, os estudantes também aproveitaram a viagem para conhecer o Mercado Municipal de São Paulo, o famoso mercadão.  Animado com a visita, o acadêmico da 7ª fase Valmir Antônio Albino Junior fez um estudo prévio sobre a história do local. “É uma arquitetura totalmente diferente do que encontramos em Brusque. O vitral é muito bacana. São várias opções de compras e especiarias. Me surpreendi bastante e encontrei coisas que eu nem imaginava que existiam”, diz.

O Mercado localiza-se no Centro Antigo de São Paulo, próximo a Rua 25 de Março, o famoso centro de comércio popular. Por isso, muitos acadêmicos resolveram esticar o passeio e também fazer compras.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.