Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Têxtil: paraguaios farão missão técnica em Brusque

Missão tem como objetivo tirar dúvidas dos empresários que pretendem produzir no Paraguai. Grupo vai visitar fábricas na região;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – Buscar parcerias para que o setor têxtil de Brusque e da região volte a ter competitividade no mercado, esse é um dos objetivos da missão técnica que acontecerá, em Brusque, na próxima quinta e sexta-feira (02 e 03/06) e contará com a presença de membros do Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai. O encontro é realizado pelo Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem, Malharia e Tinturaria de Brusque, Botuverá e Guabiruba (Sifitec) e pelo Sindicato das Indústrias do Vestuário de Brusque, Botuverá, Guabiruba e Nova Trento (Sindivest) em parceria com Governo Nacional e o Ministério da Indústria e Comércio do Paraguay;  REDIEX – Agência de exportações do ministério paraguaio e Consulado do Paraguai em Blumenau. A intenção é tirar dúvidas dos empresários interessados em estabelecer parcerias e aprofundar estudos comparativos.

Na quinta-feira, 2, a missão técnica com a equipe do Paraguai será destinada a reuniões com os empresários, onde devem ser abordados assuntos como as oportunidades existentes no Paraguai; processo de aberturas das empresas e documentos necessários; Regime de Maquila; normas de origem; custo de energia elétrica e política energética; legislação trabalhista e custos de mão de obra. Já na sexta-feira, 3, o dia será destinado a visitas nas empresas que demonstrarem interesse na parceria. “Eles não querem tirar o emprego dos trabalhadores no Brasil, mas querem possibilitar que com essa ação em conjunto, aproveitando os pontos fortes de cada um, a cadeia têxtil volte a ter competitividade a nível global. Sem contar que, poderíamos aproveitar dentro da cadeia têxtil, por exemplo, os setores eletro intensivos, que estão praticamente inviabilizados aqui no Brasil pelo alto custo de energia elétrica e falta de infraestrutura e produzir lá uma parte dos insumos, como fios”, explicou o presidente do Sifitec, Marcus Schlösser. Ainda segundo Schlösser, com essa parceria as empresas, bem como o Brasil, poderiam se beneficiar com alguns acordos bilaterais que o Paraguai possui com os vários blocos econômicos.

Essa é a primeira vez que os membros do Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai visitam Brusque, mas as tratativas para que ocorram as parcerias, passam de quatro anos, porém havia a necessidade do repasse efetivo de informações e de um comparativo do quanto custa produzir em cada país e quais as vantagens do ponto de vista competitivo. “Eles tem uma legislação trabalhista bem mais simples e flexível do que a nossa apesar de os salários em si não serem mais baixos. O custo de energia elétrica é uma fração do que custa aqui, então à vantagens em especial para as atividades eletro intensivas,”, explica a presidente do Sindivest, Rita Cassia Conti.

Outra vantagem que seria interessante, apontada pela empresária é a produção de fio ou a própria confecção do tecido, pois “alguns setores permitem produzir naquele país ou na China, sendo que o Paraguai é mais perto e existe a possibilidade desta parceria que, dependendo  de como se encaixa dentro do regime tributário, pode-se exportar diretamente, mediante um ônus tributário muito menor”. Atualmente, já existem empresas da região produzindo no Paraguai.

Para que todas as dúvidas sejam esclarecidas, estão sendo esperados no encontro, empresários de toda a região, profissionais de RH, custos e das áreas tributárias que vão avaliar, por exemplo, questões de diferenças tributárias, diferenças de alíquotas dos países, os acordos comerciais existentes, entre outras.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.