Unifebe Vargas TEVAH

Votorantim: sem acordo, negociação sobre aumento salarial segue empacada

Os trabalhadores solicitaram 9% de reajuste e a empresa ofereceu apenas 4,5%;

Foto: International Cement Review -

Foto: International Cement Review –

Brusque/Vidal Ramos – Segue o impasse na negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017, no qual está inserido a negociação salarial dos empregados da unidade Vidal Ramos da Votorantim Cimentos. Desde setembro do ano passado, representantes da empresa e do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque e região (Sintricomb), que representa os empregados, se reúnem para debater a questão.

Os trabalhadores solicitaram 9% de reajuste e a empresa ofereceu apenas 4,5%, incluindo os valores de pisos salariais da classe. Por lei, o reajuste deve ser de, no mínimo, o referente ao índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado nos últimos doze meses. O valor atual está em 6,57%. Em nova reunião nesta segunda-feira, dia 30, na sede do Sintricomb, em Brusque, novamente não houve acordo.

A empresa manteve o mesmo valor, que já havia sido rejeitado em assembleia dos empregados no final do ano passado, e pediu a extensão do prazo para negociação até 28 de fevereiro. Com isso, segue o impasse e os empregados continuam sem o reajuste.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.