Unifebe Vargas PREFEITURA

PROCON fornece orientações para a comunidade

Saiba como proceder no caso de ser lesado por conta da paralisção dos bancários

 

Anderson Merlo - Diretor Adminsitrativo do Procon

Anderson Merlo – Diretor Admnistrativo do Procon

O Diretor-Administrativo do PROCON municipal Anderson Merlo, conversou com a reportagem do Olhar do Vale, a respeito das situações que estão ocorrendo e podem vir a ocorrer por conta da greve dos bancários que começou no dia (7) de outubro, sem previsão de término.

Segundo ele, os consumidores que forem prejudicados por conta de pagamentos realizados somente no caixa, devem procurar primeiras alternativas, como 0800, ou através de sites outros bancos que possam estar funcionando. Se por ventura a pessoa não conseguir efetuar o pagamento, deve entrar em contato com o PROCON e formalizar a queixa “Nos últimos anos que teve greve, nós sempre conseguimos reverter à situação e os consumidores tiveram seus direitos assegurados”, relata Anderson.

Anderson relata que foram recebidas ligações em função dos pagamentos de benefícios, como o PIS e o FGTS, e acrescenta que nesses casos o Procon não tem o que fazer “Se o consumidor se sentir lesado pela instituição, deve procurar resolver judicialmente, porque infelizmente este tipo de serviço o Procon não atua, o caso seria de danos morais” explica.

Atualmente o PROCON realiza entre 60 e 80 atendimentos ao dia, 80% deles envolvendo sistemas de telefonia, anos e anos em primeiro lugar.  Sobre a greve bancária, a demanda ainda é pequena. Anderson explica que essa situação é normal, e que as reclamações ficam mais intensas e em maior número ao final das paralisações e greves. Ontem foram atendidas por telefone pelo menos oito reclamações envolvendo a paralisação.  Os atendimentos são realizados de segunda a sexta das 12h às 18h.

Abaixo algumas alternativas para driblar a greve

Nos caixas eletrônicos, os indivíduos podem realizar saques (a quantidade permitida por dia é estipulada por cada banco), depósitos, pagamentos, e ver saldo e extratos.

Nas lotéricas podem efetuar pagamentos desde que não ultrapassem o valor de R$ 1.200,00.

Na internet, podem atualizar boletos, programar pagamentos (no site de seu próprio banco), repassar quantias e verificar saldos e extratos.

Por: Fernanda de Freitas

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.