Unifebe Vargas Câmara

Posto Havan e CDL jovem promovem Dia da Liberdade de Impostos em Brusque

Evento ocorre dia 22 de maio e cada pessoa pode abastecer 10 litros no máximo

posto havan

Daqui a exatamente um mês, no dia 22 de maio, os clientes do Posto Havan poderão participar de uma mobilização em parceria com a CDL Jovem de Brusque e abastecer seus carros com gasolina sem impostos. A ação marca o Dia da Liberdade de Impostos, iniciativa da Confederação Nacional da Câmara de Dirigentes Lojistas (CNDL), com o objetivo de conscientizar a população e protestar contra a alta carga tributária do País.

 

O Posto Havan disponibilizará cinco mil litros de combustíveis* para serem comercializados com isenção dos 53% de impostos que incidem sobre este produto. Esta diferença será custeada na sua integralidade pelo Grupo Havan, que recolherá normalmente aos órgãos competentes, todos os tributos sobre o combustível disponibilizado na campanha.

 

Além da venda de gasolina por menos da metade do preço da bomba, a ação do Posto Havan e CDL Jovem de Brusque também terá outras ações, como a distribuição de folhetos explicativos, orientação aos motoristas e exposição de produtos destacando seus respectivos tributos. Devido à expectativa de grande procura dos motoristas, o abastecimento pelo valor especial simbólico será limitado a 10 litros por veículo.

 

O Dia da Liberdade de Impostos é comemorado em todo o Brasil. A data (22 de maio), marca simbolicamente a época do ano em que o contribuinte consegue quitar o pagamento de tributos, taxas e contribuições ao Estado (em todas as esferas) podendo, a partir de então, usufruir dos seus rendimentos na sua integralidade. É como se, até o dia 22 de maio, tudo o que os brasileiros recebem como remuneração pelo seu trabalho fosse destinado aos governos, para pagar impostos. Esta é a primeira vez que a CDL Jovem de Brusque adere ao movimento, contando, para isso, com a parceria do Posto Havan.

 

Neste ano, a ação terá como reforço um recente estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), incluindo 30 países, que aponta o Brasil como o pior em retorno dos valores arrecadados com tributos na qualidade de vida de sua população. O estudo leva em conta o Índice de Retorno de Bem-Estar à Sociedade (IRBES), que relaciona a carga tributária ao Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas de um país) e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH, calculado com base em dados sobre educação, renda, saúde e desenvolvimento econômico). No Brasil, o IRBES é de 135,34, contra 165,78 nos Estados Unidos (líder do ranking). Na lista, o Brasil ocupa posição inferior à Argentina, Uruguai e Israel, por exemplo.

 

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.