Unifebe Vargas Neni TEVAH

Pavilhão da Fenarreco já é pequeno e defasado para a Pronegócio

A Ampe, entidade organizadora da maior feira de negócios têxteis do Brasil, já estuda outras opções para, no futuro, alocar o evento em outros locais;

ROSIN (800x534)

Foto: Wilson Schmidt Junior –

Brusque – A Associação das Micro e Pequenas Empresas (Ampe) de Brusque e região terá que, em breve, viabilizar novas opções para sediar a maior rodada de negócios têxteis do Brasil; a Pronegócio, que tem a sua 37ª edição iniciando na próxima segunda-feira (27). De acordo com o presidente da entidade, Luiz Carlos Rosin, a feira pode ampliar bastante o número de lojistas e compradores. Porém, o espaço limitado do pavilhão impede a organização de chamar mais produtores e empresários de todo o Brasil.

“Ele já está ultrapassado, tem mais de 20 anos. Parece que existem alguns projetos neste sentido, a Prefeitura de Brusque tem algo planejado nesse sentido. Nós da associação pretendemos desenvolver o Centro de Eventos da Ampe; já vamos fazer a pedra fundamental também, mas de qualquer modo temos que nos moldar a situação local”, pontua Rosin.

Outro problema, para Rosin, que também responde interinamente pela secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura de Brusque, é a dificuldade de alocar os empresários na rede hoteleira da cidade, que ainda não comporta grandes eventos, tendo que contar com estabelecimentos da região. “O Brasil é muito grande. Nós temos 5750 municípios e estamos trazendo cerca de 700 compradores. Ou seja, é uma coisa ainda muito ínfima. Mas pra isso teríamos que alavancar algumas coisas”, afirma.

Convites

Segundo Rosin, a Ampe já recebeu convites de outros municípios como Balneário Camboriú e Itapema para sediar a Pronegócio. O empresário, porém, insiste em mantar o evento em Brusque. “Nós temos que incrementar o turismo de negócio em Brusque. Os hotéis ganham, os restaurantes ganham, os postos de combustíveis, os centros comerciais. Todos ganham (…) tudo isso fortalece a economia da cidade”, finaliza.

por Wilson Schmidt Junior

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.