Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Metalúrgicos definem Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015

Os presentes aprovaram o índice de aumento salarial para a categoria em 7,3%

Convenção Coletiva Sintimmmeb - 25-05-2014 (2)

 

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Brusque (Sintimmmeb) realizou na manhã deste domingo, 25 de maio, Assembleia Geral da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015, na sede administrativa, com o objetivo de votar a contra proposta do sindicato patronal e alterações no regulamento da Assistência Social.

O auditório do sindicato foi pequeno para receber os cerca de 800 trabalhadores que participaram da reunião. A presença maciça dos associados obrigou a diretoria a realizar a reunião no pátio externo da sede. Os presentes aprovaram o índice de aumento salarial para a categoria em 7,3%, conforme negociado com o sindicato patronal. O piso salarial da classe subiu de R$ 980,00 para R$ 1070,00, um dos maiores do Estado.

Além disso, foram aprovadas também a renovação de todas as cláusulas sociais, o prêmio assiduidade semestral ficou em R$ 264,00, o aumento do pagamento da Assistência Social foi de R$ 110 para R$ 130,00 e renovação do acordo de pagamento de 50% dos medicamentos (com receita médica) para os trabalhadores.

Os benefícios aos trabalhadores valem desde 1º de maio, data base para fechamento e nas próximas datas de pagamento previstas das empresas pertencentes à categoria o reajuste já estará valendo. Além da discussão e aprovação da Convenção Coletiva de Trabalho, foram revistas algumas cláusulas do regulamento da Assistência Social. As atualizações foram lidas, discutidas e aprovadas pelos associados.

“Tenho convicção de que conseguimos chegar a um patamar razoável, visto que alcançamos percentual de aumento acima da inflação. O piso para a categoria é um dos maiores do Estado e também renovamos as cláusulas sociais e manutenção da Assistência Social. Quanto à Assistência Social, tivemos que rever e atualizar alguns itens que precisavam ser reajustados, até porque precisamos administrar o que é do trabalhador com muita responsabilidade. Foram mudanças pontuais. As avaliações foram feitas e os trabalhadores e trabalhadoras aprovaram as alterações”, explicou o presidente do Sintimmmeb, José Isaías Vechi.

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.