Unifebe Vargas Câmara

Brusque apresenta projeto para aumentar a rede de abastecimento do SAMAE

Com apoio do deputado federal Rogério Medonça, o Peninha, o prefeito de Brusque, Jonoas Oscar Paegle, o vice-prefeito Ari Vequi e a diretora do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), Andréa Patrícia Volkmann tiveram uma reunião com diretor do departamento de financiamento do Ministério das Cidades, da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, Sergio Wippel. Reunião que ocorreu nesta quarta-feira (25).
Na ocasião, os gestores apresentaram o estudo de ampliação do sistema de abastecimento de água de Brusque na Cristalina. Para essa ampliação do sistema de abastecimento do município foi solicitado o valor de R$ 30 milhões. Wippel destacou que o município pode incluir esse projeto no programa Avançar Cidade, modalidade saneamento.
Após o encontro, Vequi que a administração municipal vai continuar trabalhando para melhorar a qualidade de vida dos brusquenses, salientando a importância da nova rede para o futuro da cidade. “Estivemos no Ministério das Cidades, na secretaria de Saneamento para solicitar recurso para o aumento da capacidade de capitação e abastecimento da água de Brusque, com a criação de uma estação de tratamento no bairro Cristalina. Acreditamos que essa nova estação vai complementar o sistema e acreditamos que com isso teremos uma capacidade para água potável para Brusque até o ano de 2045. “
Avaliação
O prefeito de Jonas Paegle avaliou positivamente a viagem para a capital federal, destacando a importância de se buscar os recursos onde eles estão. “Precisamos buscar os recursos, e a viagem mostrou que temos possibilidades, mas é preciso buscar, ver as melhores oportunidades. Tivemos contatos importantes aqui em Brasília, esperamos colher os frutos desse trabalho o mais breve possível,” disse.
O reitor da Unifebe, Günther Lother Pertschy, avaliou a participação na comitiva, destacando a importância do envolvimento de intuições como a Unifebe na melhora da cidade. “A vinda foi extremamente positiva. Aa vinda da Unifebe como uma universidade comunitária é de extrema importância, já que ela é voltada às questões comunitárias, e o interesse da comitiva quanto da Unifebe são voltados para a sociedade. Toda entidade, toda organização pode contribuir com o município, você fazer apenas o papel de cobrança ou de críticas é muito fácil. A questão é de que forma eu posso contribuir, de que forma eu faço a diferença. Sendo uma universidade comunitária, é claro que vamos defender os interesses coletivos,” avaliou.
A comitiva contou também com a presença do vereador líder do governo na Câmara, Deivis Silva.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.