Unifebe Vargas TEVAH

14ª Edição do Almoço de Ideias da ACIBr reúne cerca de 300 pessoas

Evento promovido pela ACIBr contou com a palestra do presidente da FIESC, Glauco José Côrte

almoço de ideias_5

Foto: divulgação –

Com o objetivo de reunir a classe empresarial para a troca de ideias e conhecimento, bem como para realizar network, a Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) promoveu na sexta-feira, 6 de maio, o 14º Almoço de Ideias. O evento, contou com a palestra do presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), dr. Glauco José Côrte, que abordou o tema ‘Educação, o novo nome do desenvolvimento’. Cerca de 300 pessoas prestigiaram o encontro, que reuniu empresários, profissionais e autoridades de Brusque, Guabiruba e Botuverá, na Sociedade Esportiva Bandeirante.
Na oportunidade o presidente da FIESC destacou a importância do tema a ser abordado, já que atualmente no Brasil a Educação é uma das principais causas da perda de competitividade do país em comparação a outras economias mundiais. De acordo com Côrte, a produtividade do trabalhador brasileiro possui índices muito baixos e representa, por exemplo, aproximadamente um quarto do que um trabalhador norte-americano gera. “No Brasil, a produtividade melhora quando aumentamos o número dos trabalhadores e não pelo resultado individual de cada um. Além disso, muitos trabalhadores do setor da indústria estão migrando para o de serviços e nem sempre eles estão qualificados. Por isso, precisamos melhorar a qualidade do ensino a fim de que o trabalhador seja mais produtivo e a empresa mais competitiva, e estamos fazendo esse trabalho em todo o Estado, levando a causa da Educação e tendo sempre sucesso e adesão das empresas”, ressaltou.
Melhoria na qualidade de ensino
Segundo o palestrante, a melhoria do nível de escolaridade do trabalhador é uma questão essencial para o desenvolvimento do país, já que em períodos de crise os trabalhadores menos qualificados são os primeiros a serem demitidos e os últimos a serem readmitidos quando a economia inicia o processo de recuperação. Outro aspecto abordado pelo presidente da FIESC foi em relação ao envelhecimento da população brasileira, que no futuro terá grandes impactos na sociedade caso não haja investimentos na Educação e qualificação dos trabalhadores. “O trabalhador de hoje precisa de uma reciclagem permanente, em estar em contínua qualificação, para poder acompanhar as atualizações tecnológicas. O país está se realinhando a Indústria 4.0, que é o sistema de manufatura avançada, onde a tecnologia vai predominar cada vez mais, por isso precisamos de trabalhadores capacitados e cada vez mais preparados para esse novo mercado de trabalho”, completou.
Em relação ao ‘Movimento Santa Catarina para a Educação’, atualmente duas mil indústrias aderiram ao programa, que oferece cursos e capacitações para as empresas em todo o Estado. O projeto, que em 2012 iniciou como ‘Movimento da Indústria pela Educação’ recentemente ganhou apoio e adesão da Federação do Comércio, dos Transportes e da Agricultura, tornando-se um movimento não só industrial, mas estadual. Sobre o assunto, o palestrante destacou também os trabalhos desenvolvidos até agora pelo programa, que tem atuação nas 16 sedes da FIESC no Estado. “Firmamos parcerias com diversas entidades nacionais e internacionais e temos feito investimentos para a melhoria e estímulo do ensino entre os jovens. Em Santa Catarina temos condições de reverter esse quadro atual da Educação e produtividade e, para mudarmos esse cenário todos têm que estar envolvidos nessa causa, desde lideranças empresariais até entidades públicas”, acrescentou Côrte.
 
Economia e política
Por fim, o presidente da Fiesc também comentou sobre a atual situação econômica do país, que tem impactos diretos no setor privado, em especial com a recente queda acentuada no Produto Interno Bruto (PIB). “Somos um Estado que a indústria é a mais diversificada no Brasil e sempre sofremos esses impactos. Mas as perspectivas são melhores. No primeiro trimestre, Santa Catarina foi um dos dois Estados do país que teve saldo positivo na geração de empregos e a expectativa do empresário brasileiro deverá melhorar no segundo semestre, o que pode implicar na retomada dos investimentos e na geração mais acentuada de novos postos de trabalho”, completou.
 
Avaliação
O presidente da ACIBr, Halisson Habitzreuter, ressaltou a importância do tema discutido que também é defendido pela entidade, tanto através do Núcleo de Instituições de Ensino como por alguns membros da diretoria que são representantes de entidades educacionais. Para ele, a 14ª edição do Almoço de Ideias foi extremamente enriquecedora, pois reforçou ainda mais as necessidades na área e o que o setor empresarial pode fazer para a melhoria da Educação na cidade e região. “A ACIBr sempre incentiva o ensino de qualidade e hoje vimos de forma clara a necessidade de qualificarmos cada vez mais nossos alunos, bem como os profissionais das indústrias, o que implica não só em mais produtividade, mas melhor qualidade de vida para todas essas pessoas. Temos um longo caminho para percorrer, entretanto nossa cidade tem muito potencial para trabalhar nesse sentido e temos que ir além, valorizar mais os professores, investir mais na capacitação, pois com isso teremos o reflexo na nossa sociedade  e das nossas empresas no futuro”, acrescentou.
Da mesma forma, o ex-presidente da ACIBr e atual vice-presidente para Assuntos Regionais da FIESC do Vale do Itajaí Mirim, Ingo Fischer destacou a relevância do tema, que atualmente é uma das bandeiras da Federação. “A Educação é parte primordial que temos que ter no nosso país e a FIESC está empenhada, inclusive em auxiliar o Governo do Estado a desenvolver da melhor forma a Educação em Santa Catarina, pois somente assim teremos bons índices de desenvolvimento não só nas indústrias mas em nossa cidade, região e Estado”, pontuou.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.