Unifebe Vargas Câmara

Especial Rainhas: 3º Reinado Vera Wilbert /1988

1988, penúltimo ano da Fenarreco no Clube Caça e Tiro Araújo

Fatos que marcaram 1988

O prefeito José Carlos Bonatelli sancionou a Lei nº 1428 de 1º de julho de 1988, concedendo 40% de reajuste nos vencimentos, salários e proventos dos servidores. Bom para o funcionalismo público e ruim no futebol. No dia 24 de julho, o Brusque perdeu a final do catarinense por 2 x 1 para o Avaí, no estádio da Ressacada.

A Câmara Júnior de Brusque, um clube de serviço, promoveu diversas palestras abordando questões de políticas sociais, mídia, administração e outros tantos pertinentes a sociedade na época. E o pioneirismo de ser escolhida a primeira cidade do Brasil para testar e implantar o voto eletrônico. Neste ano a Fenarreco chega a sua 3ª edição, no Clube Caça e Tiro Araújo Brusque.

3º Reinado – Vera Wilbert – 1988

Foto retitarada do Facebook

Foto retitarada do Facebook

 A representante da Cia Industrial Schlosser, Vera Wilbert, foi a 2ª soberana da Fenarreco, na 3ª edição do evento, em 1988, penúltimo ano em que a festa aconteceu no clube de Caça e Tiro Araújo – Brusque. Nesse ano, a festa alcançou um público ainda maior que o previsto, primeiro sinal de que a Secretaria de Turismo precisava encontrar um espaço maior para a realização do evento.

Vera conta que seu reinado foi muito alegre. Sempre tratada com muito respeito e carinho por todos os lugares onde esteve e por todas as pessoas que conheceu, ela relatou que esses foram os melhores momentos que viveu como rainha.

Nascida em Brusque, atualmente Vera mora com sua família em Blumenau. Sempre que pode, participa dos eventos. Ela tem a Fenarreco em suas lembranças com muito carinho e saudade. “Minha família me apoiou em tudo, acredito que não tenha faltado nada em meu reinado, tudo foi maravilhoso”, descreve.

Adriana - Foto Secom

Para as meninas que tem o sonho de representar Brusque como Rainhas da Fenarreco, Vera aconselha a seguir em frente, a persistir nos sonhos, e avalia o evento após 27 anos de sua passagem. “A festa cresceu muito desde 1988. Acho que a organização, a culinária e a alegria das bandas fazem a diferença. Sempre que posso, vou jantar!”.

 

fc0ab5d25ff68395b2bade853d86ca0a

Foto: divulgação/Arquivo –

 

por Fernanda de Freitas

imagens retiradas da internet

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.