Unifebe Vargas Neni TEVAH

Especial Rainhas: 24º Reinado – Janara Girardi/2009

f225b268de09796cd7ad64d3d355bd70

Foto: Prefeitura de Brusque

A Festa Nacional do Marreco vinha de uma sequência de edições com baixo prestígio. Em 2008, a Fenarreco registrou baixo número de participação do público. No ano seguinte, em 2009, o governo municipal buscou repaginar a festa, resgatando novamente a tradição germânica, com bandas típicas e grande foco na divulgação.

A festa ganhou uma cara nova e, com ela, uma nova maneira de escolher as representantes da Fenarreco, modelo que permanece até os dias de hoje. A ex-rainha que estampa a série de hoje fez parte das novidades da 24ª Festa Nacional do Marreco.

Janara Girardi havia sido princesa na edição anterior da festa e, para ela, a renovação da Fenarreco foi positiva. “Como rainha vi uma preocupação e investimento mais forte em relação à recuperação e sucesso da festa. Nossa cidade estava precisando ver novidades para voltar a acreditar na nossa festa ao invés de sempre achar que as de outras cidades são melhores. Foi um ano muito produtivo e de fato renovador para quem visitou a Fenarreco naquele ano”, comenta.

De acordo com a ex-rainha, era possível perceber a diferença nas pessoas que visitavam a festa e também na forma em que foi organizada. Para ela, poder participar da transformação da festa teve um sentimento especial: realização. “Nosso trabalho durante todo o ano já foi diferente, fomos mais longe e a mais lugares divulgar, fora todas as novidades que estavam trazendo. Isso tudo fez com que nos dias da festa como rainha, eu me sentisse extremamente realizada, e feliz de ter ajudado a reconstruir aquilo tudo”.

Após o ano em que recebeu a faixa de rainha, Janara não teve mais contato com a festa. Casou-se e morou por um tempo em São Paulo. Casada com o técnico de voleibol, Maurício Thomas, e grávida de seu segundo filho, prefere ter a lembrança do ano em que ajudou a resgatar a principal festa da cidade. “Da minha parte vou sempre acreditar e guardar com muito carinho a Fenarreco, tendo problema ou não é a festa da minha cidade. Faz parte da minha infância, da vida da minha família, da minha cultura como moradora do município”.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.