Unifebe Vargas Neni TEVAH

37ª Festa da Apae de Brusque reúne grande número de público

Diversas famílias, voluntários e amigos marcaram presença em dois dias de festa, que celebrou os 62 anos da primeira Apae de Santa Catarina

Festa da Apae_voluntários_1

As dependências da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Brusque ficaram pequenas na sexta-feira, 15, e no sábado, 16 de setembro, com a realização da 37ª Festa da Apae. O evento, que marcou as comemoração dos 62 anos de fundação da associação – a primeira Apae de Santa Catarina e a segunda a ser fundada no país – reuniu em dois dias de evento um grande número de público, entre alunos, professores, voluntários, funcionários, diretoria, familiares e amigos, que confraternizaram em prol da entidade.

Na sexta-feira, 15, a novidade foi marcada pela gastronomia, já que neste ano o prato quente foi servido em forma de Buffet. O público pode se deliciar com as comidas preparadas com carinho, feitas pela Campi Buffet, que também doou os ingredientes à festa. A animação ficou por conta de Ronaldo Portoalegre e Trio.

Já no sábado, 16, o público conferiu o delicioso e tradicional churrasco e, em ambos os dias, foram servidas opções de cachorro-quente com duas linguiças, bolo com café e docinhos. Os responsáveis pelo agito no segundo dia da festa foram os músicos Bolsoni e Trio Acústico, que apresentaram o melhor do pop rock. Além disso, nos dois dias do evento o público pode conferir as atrações como roda da fortuna, pescaria para as crianças, e as barracas do Clube de Mães, bem como a dos produtos feitos pelos alunos da Apae nas oficinas de Tapeçaria e Papel Reciclado. “Estamos imensamente felizes com a presença de tantas pessoas. Agradecemos a todos os voluntários, todos os profissionais da entidade e aqueles que colaboraram de alguma forma para a realização do evento. É através desse ato, de dedicação e amor, que conseguirmos arrecadar fundos para mantermos a entidade, por isso o nosso muito obrigado”, ressaltou o presidente da Apae de Brusque, Sebastião Ernani Póia.

 

Celebração de Fé e Amor

Um dos momentos mais especiais da Festa foi durante a celebração do Culto Ecumênico, que contou com a presença do pastor Vilimar Schweigert, da Igreja Evangélica do Calvário; do pastor Cláudio Schefer, da Comunidade Luterana de Brusque; e do padre Anderlei da SIlva do Seminário Filosófico de Santa Catarina (SEFISC). Na oportunidade, foi ressaltado o grande trabalho de fé e de amor desenvolvido pela entidade, que atualmente atende mais de 322 alunos. “Estarmos aqui é uma forma de amor e de demonstrar que acreditamos em Deus, pois somente quem ama de verdade e ao próximo, se encontra com o Pai. A sociedade por vezes vive no engano, no egoísmo, mas estar aqui hoje é dizer que o mundo pode ser melhor. E reafirmar também os ensinamentos de Jesus, de que devemos amar ao nosso próximo, assim como Deus nos ama”, comentou em sua mensagem, o padre Anderlei.

“Foi um momento em que podemos agradecer a Deus por nos ajudar a ter forças e a conseguir vencer empecilhos e dificuldades que encontramos nessa caminhada. Foi uma mensagem muito especial e que emocionou a todos os presentes”, completou o presidente da entidade.

 

Amor e satisfação

Tanto na sexta-feira como no sábado, dezenas de alunos da Apae estiveram no evento, tanto para colaborar com a festa –envolvidos nos atendimentos ao público, nas barracas e recolhimento dos pratos das mesas – como também para aproveitar a festa. Entre eles estava o flamenguista Pedro Henrique Oliveira, 26 anos. Frequentador da entidade desde os 2 anos de idade, Pedro que nasceu prematuro e com paralisia cerebral, foi prestigiar o evento com a família e amigos. Dono de um coração rubro-negro, um sorriso que não cabe em seu rosto e os olhos brilhantes, o fã do Flamengo tem a Apae como segunda casa, e não conteve a alegria em participar de mais uma edição da festa em prol da instituição. “Ele frequenta a entidade todas as manhãs e sempre ajudamos no que conseguimos. Com certeza a Apae foi um divisor de águas na vida dele, sem o apoio e o estímulo daqui e de nós, pais, muito do que ele é e faz hoje não seria possível. Esperamos que cada vez mais as pessoas possam ver a importância dessa instituição e contribuam para que ela continue atendendo tantas outras pessoas especiais”, declararam os pais de Pedro, Tereza e Pedro de Oliveira.

 

Rifa

Durante o evento também foram vendidas as rifas da 37ª edição da festa, que é a principal fonte de arrecadação para as despesas de manutenção da entidade.

Entre os prêmios estão um automóvel 0K, uma moto, um conjunto de depurador de ambiente, forno elétrico e fogão, uma televisão de 32′ e um Playstation. O bilhete com três números custa R$ 6 e o sorteio será realizado no dia 28 de outubro, pela Loteria Federal. Mesmo após a Festa, as rifas ainda podem ser adquiridas na sede da instituição, pelo telefone (47) 3351-2482.

 

A Apae de Brusque

Fundada em 14 de setembro de 1955, a Apae de Brusque é a primeira Apae formada em Santa Catarina e a segunda constituída no Brasil. Seu início foi marcado após o nascimento de Pierre Moritz, filho dos saudosos Ruth e Carlos Moritz. Em 2017 a entidade completa 62 anos, e Pierre ainda é um dos seus alunos. Com ele, mais 322 estudantes recebem atendimento diário.

Ao longo da trajetória da Apae, pais e amigos se juntaram à caminhada e contribuem de forma permanente, visando o fortalecimento da instituição e a qualidade dos serviços prestados. A Apae Brusque oferece atendimento gratuito em todas as suas frentes de atuação.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.